Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

‘Putin cometeu um grande erro’, diz secretário-geral da Otan

Jens Stoltenberg também disse esperar que os países-membros da aliança militar aumentem gastos em defesa, como fez a Alemanha

Por Da Redação Atualizado em 24 mar 2022, 06h06 - Publicado em 24 mar 2022, 04h53

Horas antes da cúpula extraordinária da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Bruxelas, nesta quinta-feira, 24, o secretário-geral Jens Stoltenberg disse que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, “cometeu um grande erro ao lançar uma guerra contra a Ucrânia, uma nação soberana e independente”. Enquanto se preparava para receber os líderes de 30 países da aliança militar, ele disse esperar que outros países-membros da Otan sigam o exemplo da Alemanha e aumentem seus gastos com defesa.

“Há um novo senso de urgência e espero que os líderes concordem em acelerar os investimentos em defesa para cumprir a promessa que fizemos”, afirmou ele.

O secretário-geral da Otan reforçou que espera o anúncio de novos grupos de apoio militar na Bulgária, na Hungria, na Romênia e na Eslováquia, além de fornecer mais recursos à Ucrânia e intensificar ajuda a outros parceiros em risco de pressão russa.

Stoltenberg sublinhou, no entanto, que não levará tropas para o teatro de guerra ucraniano e não atacará diretamente as forças russas no espaço aéreo. Ele repetiu ainda que “qualquer uso de armas químicas mudaria fundamentalmente a natureza do conflito”.  E acrescentou, ao final do encontro com os jornalistas: “Estamos enfrentando a mais grave crise de segurança em nossa geração”.

Continua após a publicidade

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, participará virtualmente, após ser convidado pela aliança, mesmo seu país não sendo membro. O tema, inclusive, é principal ponto de embate entre Moscou e Kiev e, recentemente, Zelensky chegou a reconhecer que seu país presidente entender que a “porta da Otan não está aberta” para a Ucrânia.

Mais cedo, Zelensky disse em uma de suas declarações públicas esperar “passos significativos” na rodada de cúpulas, observando que eles revelariam “quem é um amigo, quem é um parceiro e quem nos traiu por dinheiro”. O presidente ucraniano também reforçou pedidos à aliança militar por mais armas. E mencionou que seria importante uma manifestação mundial contra a guerra da Rússia na Ucrânia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.