Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Psiquiatra fala a VEJA.com sobre situação psicológica de mineiros no Chile

José Thomé acredita que certamente eles desenvolverão transtornos

O psiquiatra José Thomé, coordenador da comissão técnica de intervenções em desastres e crises da Associação Brasileira de Psiquiatria, fala a VEJA.com sobre a situação em que se encontram os 33 mineiros soterrados no Chile. Desde o dia 5 de agosto, quando uma rocha desabou na mina de San José, no deserto de Atacama, eles estão presos a 700 metros de profundidade, onde devem permanecer por até quatro meses.

Se o estado de saúde físico desses operários já está relativamente controlado, eles começam a apresentar os primeiros sinais de problemas psicológicos. Nesta sexta-feira, cinco deles foram oficialmente diagnosticados com depressão. O estresse causado pela clausura e pelo longo período de espera parece ser um dos principais obstáculos.

“Por melhor que seja a condição emocional dessas pessoas, passar por esse tipo de situação significa, indubitavelmente, que vão desenvolver algum transtorno “, diz Thomé. O médico revela quais tipos de pensamentos passaram e ainda devem passar pela cabeça desses operários e explica sobre os riscos psicológicos que eles correm ao longo do processo de resgate.

Assista abaixo à entrevista: