Clique e assine a partir de 9,90/mês

Protestos alimentam temor de uma nova onda de violência

Nesta sexta-feira, manifestantes contra e pró ditador se concentram em Sanaa

Por Da Redação - 1 abr 2011, 09h44

Milhares de partidários e adversários do ditador iemenita, Ali Abdullah Saleh, se reuniram nesta sexta-feira para manifestações em Sanaa, onde foram adotadas rígidas medidas de segurança pelo temor de confrontos entre os grupos rivais. Dezenas de pessoas já morreram desde o início dos protestos no país, que foram motivados pela onda de revoltas que atingiu o Oriente Médio no começo deste ano.

As forças de segurança e o Exército instalaram diversos postos de controle nas avenidas da capital. As autoridades temem uma explosão da violência em Sanaa, onde estão reunidas unidades militares rivais, parte delas simpatizante da oposição, e da guarda republicana, dirigida pelo filho do chefe de Estado, Ahmad Saleh.

Ali Abdullah Saleh, que está há 32 anos no poder, enfrenta desde o fim de janeiro um movimento de protesto popular que exige sua renúncia e ganhou força depois da morte, no dia 18 de março, de 52 manifestantes por disparos atribuídos a partidários do governo.

(Com agência France-Presse)

Publicidade