Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Protesto na Romênia acaba com 33 feridos

Por Daniel Mihailescu 15 jan 2012, 21h30

Ao menos 33 pessoas ficaram feridas neste domingo em um protesto na cidade de Bucareste contra o presidente Tarian Basescu, informaram fontes médicas da capital romena.

“Já contamos 33 feridos e 15, incluindo três policiais, estão hospitalizados. Os demais foram atendidos no local” do incidente, disse à AFP o doutor Cristian Grasu, diretor do serviço de emergências.

Um jornalista da TV Antena 3 foi golpeado pelos manifestantes quando transmitia o protesto, que reuniu mais de mil pessoas na Praça da Universidade para exigir a demissão do presidente Traian Basescu, acusado de provocar uma severa queda no padrão de vida dos romenos.

No início da noite, cerca de 100 jovens, muitos com capuzes, passaram a atirar pedras e bombas caseiras contra os policiais, como já havia ocorrido em um protesto no sábado.

A polícia reagiu com bombas de gás lacrimogêneo, mas os manifestantes não se intimidaram. Entre o grupo havia torcedores do Dínamo e do Steaua, dois clubes de futebol de Bucareste.

No sábado, quase 50 pessoas foram detidas em uma manifestação semelhante, que deixou cerca de dez feridos, incluindo um câmera e quatro policiais.

A onda de protestos foi provocada pela demissão do fundador do serviço médico de emergências, Raed Arafat, após uma disputa com o presidente Basescu em torno de um polêmico projeto de reforma da saúde.

Apesar da suspensão do projeto, na sexta-feira, mais de 4 mil pessoas participaram das manifestações neste final de semana.

Continua após a publicidade
Publicidade