Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Proposta de May de parceria com UE é ‘louca’, diz Boris Johnson

Posição do ministro mostra as discordâncias dentro do governo em decisões importante do Brexit

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, atacou o plano da primeira-ministra Theresa May de uma parceria aduaneira com a União Europeia após a saída do país do bloco, o chamado Brexit. A posição pública do subordinado de May é o mais novo sinal de discórdia dentro do governo da premiê, em meio às negociações da retirada britânica.

Johnson disse na edição desta terça-feira do jornal Daily Mail que a ideia de parceria era “louca” e criaria “toda uma nova rede de burocracia”. As declarações ocorrem após o gabinete de May, na semana passada, discordar da proposta de relação com Bruxelas. A opção preferida por May prevê que o Reino Unido coletaria impostos de importação em nome da União Europeia para bens que chegam aos portos britânicos. Para o ministro, isso tornaria “muito, muito difícil conseguir acordos de livre-comércio”.

Já o secretário de Negócios, Greg Clark, afirmou no domingo que a parceria na questão alfandegária ainda era considerada pelo governo. Parte do governo, inclusive Johnson, quer uma saída mais “dura”, para facilitar acordos comerciais futuros. Por outro lado, há integrantes como o chefe do Tesouro, Philip Hammond, que desejam manter um alinhamento próximo com a União Europeia, o maior parceiro comercial do Reino Unido.

Os dois lados seguem em uma disputa, quase dois anos após o Reino Unido votar pela saída do bloco europeu e menos de um ano antes da saída oficial, em 29 de março de 2019. Isso leva May, que comanda um instável governo de minoria, a adiar decisões sobre temas importantes o máximo possível, para frustração dos líderes da União Europeia, que têm ressaltado o pouco tempo para se fechar um acordo.

(Com Estadão Conteúdo)