Clique e assine a partir de 9,90/mês

Professor suspeito de matar colega em universidade dos EUA se suicida

O professor Shannon Lamb é apontado como o autor dos tiros que matou o docente de história Ethan Schmidt. Ele também pode ter assassinado sua companheira Amy Prentiss

Por Da Redação - 15 set 2015, 07h38

Um professor de Geografia da Universidade Delta State, no Mississipi, nos Estados Unidos, se suicidou no fim da noite de segunda-feira e é o principal suspeito de ter assassinado a tiros um de seus colegas, docente de História, informou a polícia na madrugada desta terça-feira. O suspeito, identificado como Shannon Lamb, já era procurado pela polícia após a morte de Ethan Schmidt na tarde desta segunda. A investigação ainda não conseguiu elucidar os motivos do crime.

Além disso, Shannon Lamb também é o principal suspeito do assassinato de uma mulher encontrada ontem em sua casa, em Gautier, com quem mantinha uma relação sentimental. Amy Prentiss, de 41 anos, vivia com o professor de Geografia. Ethan Schmidt , o professor assassinado, foi atingido por dois disparos quando trabalhava em seu escritório na universidade.

Leia também

Atirador mata professor em universidade nos EUA

EUA: família de cinco pessoas é encontrada morta em casa

Homem esfaqueia mulher e é baleado por guarda em estação de trem de Washington

A imprensa americana publicou fotos pessoais em que Schmidt é visto ao lado de Lamb em um ambiente descontraído. Reportaram também que Schmidt tinha incluído Lamb na lista de agradecimentos de um de seus livros.

A Universidade Delta State, que tem 3.500 estudantes e está situada em Cleveland, ordenou o fechamento do campus por volta das 10h45 locais (12h45 de Brasília) após perceber a presença de um “atirador ativo” no campus. Todas as aulas foram suspensas durante o resto do dia, assim como os planos da universidade de comemorar o 90º aniversário nesta terça-feira.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade