Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Professor de Bangladesh é morto por extremistas islâmicos

Este é o mais recente de uma série de ataques contra ativistas liberais no país

Um professor universitário foi brutalmente assassinado neste sábado por militantes islâmicos, no noroeste de Bangladesh, no mais recente de uma série de ataques contra ativistas liberais. Mais tarde, o grupo extremista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque. A agência de informação do EI, Amaq, afirmou em uma breve nota que “os combatentes do Estado Islâmico assassinaram um professor universitário por clamar ao ateísmo na cidade de Rajshahi, em Bangladesh”.

Dois agressores em uma motocicleta atacaram Rezaul Karim Siddiquee, um professor de inglês na Universidade de Rajshahi, cortando sua garganta e o golpeando até a morte, disse o chefe da polícia da cidade de Rajshahi, Mohammed Shamsuddin, a repórteres, citando testemunhas.

A polícia disse que o assassinato foi semelhante a outros recentes ataques contra blogueiros por militantes islâmicos. Mas professores universitários colegas de Siddiquee disseram que embora ele tivesse participação ativa em eventos culturais, nunca falou ou escreveu sobre religião ou Islamismo.

Cinco blogueiros e um editor foram mortos de uma forma similar desde fevereiro do ano passado.

Um grupo ligado à Al Qaeda assumiu a responsabilidade pela morte de um blogueiro liberal de Bangladesh no início deste mês, informou o serviço de monitoramento SITE.

(Com Reuters)