Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produtor de filme anti-Islã é preso na Califórnia

Nakoula Besseley Nakoula violou termos de sua condicional

Nakoula Besseley Nakoula, o produtor do filme cujo trailer desatou uma onda de protestos sangrentos nos países islâmicos, foi preso nesta quinta-feira, em Los Angeles, informou a promotoria local. Segundo o site The Huffington Post, o imigrante egípcio que produziu o filme A Inocência dos Muçulmanos foi preso por violar os termos de sua condicional.

Leia também:

Leia também: Sam Bacile, o mistério por trás do vídeo que satiriza Maomé

“Posso confirmar que está preso e que participará de audiência na corte federal do centro de Los Angeles”, disse Thom Mrozek, da Promotoria de Los Angeles. O produtor já era objeto de investigação da Justiça desde a semana em que a onda de protestos começou a se alastrar pelo Oriente Médio e Norte da África. Ele deve comparecer a uma audiência ainda nesta quinta-feira.

Saiba mais:

Saiba mais: Funcionário de cinema reforça suspeita sobre filme anti-Islã

Nakoula, de 55 anos, foi processado em 2010 por fraude bancária e condenado a 21 meses na prisão. Sob os termos de sua condicional, ele não podia usar computadores ou a internet por cinco anos sem aprovação das autoridades americanas. Ele foi preso depois que policiais da Califórnia provaram que ele violou esses termos, disse Mrozek.

O produtor do filme estava envolvido em um esquema de fraude que criava identidades falsas para obter cartões de crédito com nomes falsos. A gangue, então, depositava cheques fraudados nas contas associadas aos cartões e retirava dezenas de milhares de dólares dos bancos. Além da condenação à prisão, Nakoula, que se declarou culpado, deveria ainda pagar quase 800.000 dólares de restituição – não foi ainda esclarecido se ele chegou a pagar a dívida. Ele foi libertado em junho de 2011, mas cumpria condicional.

(Com agência France-Presse)