Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Procuradora de NY diz que há evidências de fraude em negócios de Trump

Empresa do ex-presidente teria fraudado avaliações de ativos financeiros e imóveis para benefícios econômicos, incluindo deduções fiscais e empréstimos

Por Da Redação 19 jan 2022, 14h22

Em documento entregue à Justiça na noite de terça-feira, 18, a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, afirmou que seu escritório encontrou “evidências significativas” de fraude em uma investigação civil contra o ex-presidente Donald Trump e uma de suas empresas, a Trump Organization.

Segundo James, a empresa familiar teria usado avaliações de ativos “fraudulentas ou enganosas” para benefícios econômicos, incluindo deduções fiscais e empréstimos.

A investigação da procuradora sobre o assunto está em andamento desde março 2019, mas nenhuma acusação foi formalizada até o momento. A inquirição teve início após Michel Cohen, ex-advogado de Trump, testemunhar ao Congresso que as declarações financeiras anuais do ex-presidente inflacionaram os valores de ativos para obter termos favoráveis para empréstimos e seguros.

“Até o momento em nossa investigação, encontramos evidências significativas que sugerem que Donald J. Trump e a Trump Organization avaliaram falsamente e fraudulentamente múltiplos ativos e deturparam estes valores a instituições financeiras para benefício econômico”, diz o documento.

No documento, a procuradora menciona o que chamou de declarações enganosas sobre o valor de seis propriedades do ex-presidente, incluindo clubes de golfe na Escócia e em Westchester, em Nova York. No texto, James também dá detalhes sobre como a empresa supostamente inflacionou avaliações. No caso do clube de golfe nova-iorquino, por exemplo, 150 mil dólares em taxas nunca foram arrecadadas.

O documento foi entregue em resposta a um recurso judicial de Trump para impedir que a procuradora interrogue ele e dois de seus filhos, Donald Trump Jr. e Ivanka Trump, sob juramento, como parte da investigação na esfera civil sobre a empresa.

Continua após a publicidade

“A família Trump deve cumprir com nossas intimações legais por documentos e testemunhos porque ninguém neste país pode escolher se a lei se aplica a ela”, diz.

A moção para que os integrantes da família testemunhem, apresentada também na terça-feira, diz que cada um deles esteve diretamente envolvido em uma ou mais transações sob análise.

Os esforços da Procuradoria-Geral do Estado de Nova York para obter o testemunho de Trump já haviam sido relatados em dezembro. Trump instaurou um processo legal contra James em 20 de dezembro, buscando encerrar a investigação depois que ela pediu que ele se sentasse para um depoimento em 7 de janeiro.

Investigação distinta

Uma investigação criminal distinta, comandada pela Promotoria de Manhattan, já resultou em acusações criminais contra a Trump Organization e seu diretor financeiro, Allan Weisselberg, por supostos crimes fiscais.

A Promotoria também vem investigando os pagamentos secretos de dinheiro que a campanha eleitoral de Trump fez à atriz pornô Stormy Daniels para impedi-la de tornar pública uma suposta relação sexual com o então candidato à presidência, uma vez que poderiam violar as leis do estado de Nova York.

Trump renunciou à gestão diária da empresa enquanto estava na Casa Branca, mas não está claro qual papel ele desempenha agora na organização, que ele continua possuindo através de um fundo administrado por seus filhos mais velhos e Weisselberg.

O ex-presidente sempre negou qualquer irregularidade e denunciou repetidamente que as investigações são o resultado de uma perseguição política por parte dos promotores democratas.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês