Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Príncipe Philip vai continuar no hospital pelos próximos dias

Marido da rainha Elizabeth, de 99 anos, deu entrada em hospital no centro de Londres na semana passada para tratar de uma infecção

Por Da Redação 23 fev 2021, 14h48

O Duque de Edimburgo vai passar muitos dias no hospital para tratar de uma infecção, disse o Palácio de Buckingham em um comunicado nesta terça-feira, 23. O príncipe Philip, de 99 anos, deu entrada no hospital King Edward VII, no centro de Londres, no dia 17 de fevereiro para ficar em observação e repouso após se sentir mal no Castelo de Windsor.

“O Duque de Edimburgo vai continuar no hospital King Edwars VII recebendo acompanhamento médico devido a uma infecção. Ele está confortável e respondendo ao tratamento, mas não é esperado uma alta nos próximos dias”, disse o Palácio em comunicado, sem maiores detalhes.

A razão exata de sua internação ainda não foi revelada, porém não está relacionada à Covid-19. Ele e a rainha Elizabeth II receberam a primeira dose da vacina contra a doença em janeiro. O príncipe Philip foi levado ao hospital de carro e não precisou de ajuda para andar ao chegar.

Segundo afirmou  príncipe William na segunda-feira 22, seu avô está bem e os médicos estão de olho nele. Já na terça-feira, o Conde de Wessex, filho mais novo de Philip, em entrevista a Sky News disse: “Ele está muito melhor e está se esforçando para sair logo. A melhor coisa que podemos fazer agora é cruzar os dedos”.

Ao ser perguntado se seu pai estava frustrado por estar tanto tempo no hospital, Eduardo disse: “Um pouco. Acho que isso acontece com todos nós. Você acaba olhando o relógio por tantas vezes que até as paredes parecem interessantes. (…) Nós recebemos mensagens carinhosas de várias pessoas e agradecemos por isso. Ele está ciente de todas e está muito feliz. Muito obrigado”.

Philip recebeu a visita de Charles no último sábado, 19. O Príncipe de Gales ficou 30 minutos no hospital após uma viagem de 160 quilômetros de sua casa ao hospital e saiu sem falar com a imprensa. Por causa da Covid-19, o hospital decretou que a visita de uma pessoa pode ser considerada em “circunstâncias excepcionais”.

Continua após a publicidade
Publicidade