Clique e assine a partir de 8,90/mês

Príncipe Harry vai deixar as Forças Armadas após 10 anos

Durante o serviço militar, membro da família real britânica realizou missões no Afeganistão

Por Da Redação - 17 mar 2015, 02h14

Depois de uma década de serviço militar e duas missões no Afeganistão, o príncipe Harry anunciou nesta terça-feira que vai deixar as Forças Armadas. Neto da rainha Elizabeth e quarto na linha de sucessão do trono britânico, Harry disse que vai encerrar sua trajetória no Exército em junho, após uma missão de um mês com a Força de Defesa australiana.

LEIA TAMBÉM:

Príncipe Harry jura que é tímido. A gente jura que acredita

Kate MIddleton visita set da série ‘Downton Abbey’

“As experiências que tive ao longo dos últimos dez anos vão ficar comigo para o resto da vida. Sempre serei extremamente grato por isso”, disse Harry, de 30 anos. O príncipe britânico disse que a decisão de parar foi “muito difícil” e que ainda está pensando sobre o que fazer com o tempo livre. “Estou considerando as opções para o futuro, e estou realmente animado com as possibilidades”, disse ele. Ainda neste ano, Harry deve fazer um voluntariado para aprender mais sobre o trabalho de conservação na África subsaariana.

Conhecido no Exército como capitão Harry de Gales, ele começou treinando na tradicional escola de formação militar de Sandhurst em 2005. Harry serviu duas vezes no Afeganistão, uma vez na infantaria e outra como copiloto artilheiro de helicóptero de combate. O envolvimento militar reforçou a popularidade do já carismático príncipe na Grã-Bretanha e ajudou a superar sem traumas o episódio em que foi fotografado nu em um hotel de Las Vegas, em 2012.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade