Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeiro tufão da temporada deixa 38 mortos nas Filipinas

País asiático ainda se recupera da catastrófica passagem do tufão Haiyan, que deixou 7.300 mortos e mais de 28.000 feridos em novembro

A passagem do tufão Rammasun pelas Filipinas, o primeiro da temporada, deixou 38 mortos, informaram as autoridades nesta quinta-feira, enquanto milhões de pessoas permanecem sem energia elétrica no país. Os fortes ventos, que atingiram até 170 quilômetros por hora, também deixaram muitas casas destruídas. Segundo o ministro da Energia, Jericho Petilla, serão necessárias pelo menos duas semanas para reparar todas as instalações e conexões elétricas.

O governo do país ordenou a centenas de milhares de pessoas que abandonassem suas casas, mas não foi atendido por boa parte da população. “Temos que compreender as razões pelas quais muitos de nossos compatriotas se negam a obedecer as ordens de evacuação”, afirmou o diretor de Defesa Civil do país, Alexander Pama. Como parte de uma operação batizada de “zero vítima”, o governo retirou quase 400.000 pessoas de suas casas antes da chegada do tufão Rammasun ao arquipélago, na terça-feira à noite. Mas dezenas de filipinos morreram em acidentes como quedas de árvores e postes de energia elétrica. O número de vítimas pode aumentar, pois muitas áreas permanecem isoladas, especialmente no leste do país, advertiu Pama.

Leia também

Tufão atinge ilha de Okinawa e deixa dois mortos

EUA e Filipinas iniciam exercícios militares conjuntos

Saiba mais

TEMPESTADE OU FURACÃO

Qualquer tempestade tropical pode ser chamada de ciclone, termo genérico dado a um sistema de larga escala e baixa pressão atmosférica que se forma sobre águas tropicais ou subtropicais. Quando a temperatura do oceano passa de 27º C, a água evapora e forma uma coluna de baixa pressão atmosférica. Em volta da coluna, ventos começam a soprar devido à diferença de pressão, fazendo com que a tempestade gire. Quando os ventos atingem 61 km/h, temos formada uma tempestade tropical. Se ultrapassam 119 km/h, estamos diante de um furacão.

CICLONE, FURACÃO, TUFÃO

Ciclone, tufão e furacão são nomes diferentes para um mesmo fenômeno – este último é mais usado em contexto científico. A denominação, porém, varia conforme a região: costuma-se chamar de furacão quando acontece na América Central e nos EUA; tufão quando aparece no extremo Oriente; e ciclone quando ocorre no oceano Índico. Os três termos se referem às mais fortes tempestades que ocorrem na natureza, podendo chegar a 1.000 metros de diâmetro e ventos de 120 km/h, no mínimo.

O Conselho de Desastres também informou que 115 escolas de doze regiões distintas foram atingidas pelo tufão, mas as aulas foram retomadas nesta quinta-feira em 54 delas. Além disso, o trânsito ficou interrompido ontem em onze estradas e em uma ponte devido aos efeitos do tufão, e cerca de 230 voos nacionais e internacionais tiveram que ser cancelados. O tufão passou por doze províncias da metade norte das Filipinas e o estado de calamidade continua vigente em quatro delas.

O país sofre a cada ano com quase 20 tempestades fortes em média. O arquipélago das Filipinas é a primeira massa terrestre atingida pelos tufões que são formados nas águas quentes do Pacífico. Em novembro do ano passado, o tufão Haiyan deixou 7.300 mortos e mais de 28.000 feridos na passagem pelo leste do país.

Leia mais

Relembre os piores ciclones da história

O Rammasun atingiu o leste das Filipinas na terça-feira, antes de chegar a Luzon, a principal ilha do arquipélago, e depois seguir para o oeste, sobre Mar da China Meridional, em direção à região sul da China. A temporada de tufões nas Filipinas, que começa geralmente em junho e termina em novembro, atrai todos os anos entre quinze e vinte ciclones ao país.

(Com agências France-Presse e EFE)