Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeiro-ministro italiano promete ação firme contra autores de atentado

Camp David (EUA.), 19 mai (EFE).- O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, condenou neste sábado o atentado contra um colégio feminino, em Brindisi, no sudoeste do país, prometendo ‘determinação e firmeza’ na atuação do governo da Itália.

Em declarações à imprensa durante a cúpula do G8, realizado em Camp David, na residência presidencial nos arredores de Washington, Monti qualificou de ‘ato trágico’ o atentado que matou uma adolescente de 16 anos e deixou outras sete pessoas feridas.

Segundo indicou, a atuação será implacável contra qualquer tipo de criminalidade, incluída ‘aquela que esperamos não ter de enfrentar nunca mais, a subversiva’. O primeiro-ministro fazia referência ao passado recente do país, marcado por atentados da máfia ou assassinatos de motivação política.

O atentado ainda não foi reivindicado por nenhuma organização. Apesar de o promotor nacional Antimáfia, Piero Grasso, ter ido para o local, ainda não foi confirmado que o crime seja obra de mafiosos.

O atentado aconteceu no início da manhã local. Uma bomba, composta por três botijões de butano foram colocadas dentro de um contêiner, que explodiu próximo ao instituto feminino Francesca Morvillo Falcone, no local onde transitavam um grupo de alunas.

Melissa Bassi, de 16 anos, morreu após ser atingida pela explosão. Já Veronica Capodieci, da mesma idade, está em estado gravissímo. Muitos veículos de comunicação italianos chegaram a dar a jovem como morta, devido à situação crítica a qual se encontrava. EFE

mv/bg