Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Primeira senadora lésbica é eleita nos Estados Unidos

Democrata Tammy Baldwin foi escolhida na votação do estado de Wisconsin

Por Da Redação 7 nov 2012, 07h37

A primeira senadora assumidamente lésbica da história dos Estados Unidos, Tammy Baldwin, foi eleita nesta terça-feira no estado de Wisconsin. “Não se enganem, tenho orgulho de ser uma progressista em Winsconsin”, disse a democrata, cuja homossexualidade assumida não foi um tema dominante na acirrada eleição neste estado do norte do país.

Baldwin, 50 anos, havia ocupado anteriormente uma cadeira na Câmara de Representantes, onde também foi a primeira integrante abertamente homossexual. Depois da vitória nesta terça-feira, a congressista, muito voltada para as questões do Oriente Médio, chega ao Senado.

Saiba mais:

Obama: ‘Não somos tão divididos quanto a política sugere’

Romney reconhece a derrota: ‘A nação escolheu outro líder’

Maioria – Os resultados da apuração apontam que os democratas mantiveram a maioria no Senado, que foi renovado em um terço no pleito desta terça. Após conquistar vagas disputadas com republicanos em Massachusetts e Indiana e manter o apoio em estados que já dominavam, como Wisconsin e Virgínia, o partido de Obama já obteve 52 senadores na nova legislatura, contra 44 cadeiras da oposição – um ganho de uma vaga na Casa.

Já a Câmara dos Deputados, onde todos os 435 foram renovados, segue controlada pelos republicanos, com margem bem mais confortável: já estão garantidos 227 parlamentares, ante 176 dos legisladores democratas. Trata-se, por enquanto, da mesma representação proporcional anterior.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade