Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Preso morto em Guantánamo é um iemenita de 32 anos

Adnan Farhan Abdul Latif estava preso há dez anos na base militar americana

O preso encontrado morto no sábado na base naval de Guantánamo era o iemenita Adnan Farhan Abdul Latif, de 32 anos, que estava preso há dez anos na prisão, anunciou o Pentágono nesta terça-feira. O detento foi encontrado inconsciente à tarde pelos guardas durante a ronda regular no campo 5, que abriga o bloco de detenção disciplinar.

O Departamento de Defesa americano só divulgou a identidade depois de informar a família da vítima e o governo iemenita. O Comando Sul das forças dos EUA, responsável pela base situada na região leste de Cuba, acrescentou que foi realizada uma necropsia, mas informou que as causas da morte serão anunciadas posteriormente. Essa é a nona morte entre prisioneiros em dez anos de existência da prisão americana, que ainda mantém167 detentos acusados de envolvimento com grupos terroristas.

Leia também:

11 de Setembro: como foi o dia que transformou os EUA

O morto, que havia liderado uma greve de fome terminada em junho, estava em regime disciplinar por ter atacado um guarda com urina e fezes.

(Com agência France-Presse)