Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente ucraniano diz que vai decretar trégua unilateral

Petro Poroshenko anuncia que cessar-fogo será oportunidade para que as milícias separatistas do leste do país abandonem as armas e deixem a Ucrânia

O presidente da Ucrânia Petro Poroshenko anunciou nesta quarta-feira que vai decretar um cessar-fogo unilateral como parte de um plano de paz para encerrar os conflitos no leste ucraniano, onde tropas do governo combatem milícias separatistas pró-russas. De acordo com a agência ucraniana Interfax, Poroshenko disse que pretende colocar o plano em prática “em breve”.

Leia também:

Rússia corta fornecimento de gás para a Ucrânia

Mais de 300 morrem em um dia no leste ucraniano

Separatistas derrubam avião militar e matam 49

Poroshenko afirmou que o prazo de vigência da trégua será curto e que durante esse período as milícias separatistas deverão entregar suas armas e aqueles que desejarem poderão deixar a Ucrânia. As declarações aconteceram após um telefonema entre Poroshenko e o presidente russo Vladimir Putin. O Kremlin confirmou que a possibilidade de um cessar-fogo foi discutida na conversa entre os dois governantes.

O presidente ucraniano declarou que o cessar-fogo terá início imediatamente após a sua ordem. Um membro do governo ucraniano ouvido pela rede britânica BBC afirmou que a trégua pode ser anunciada em “horas ou dias”.

Tensão – Nos últimos dias, as forças ucranianas aceleraram o avanço contra os separatistas pró-Rússia. Ucrânia e Estados Unidos acusam a Rússia de enviar soldados, tanques e armamentos aos rebeldes, mas Moscou nega. Na segunda-feira, Poroshenko disse que um cessar fogo poderia ser anunciado até essa semana se a fronteira estiver segura.

(Com agências EFE e Estadão Conteúdo)