Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Presidente sul-africano decreta uma semana de luto após massacre

Por Da Redação 19 ago 2012, 11h59

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, anunciou uma semana de luto nacional a partir de segunda-feira, em memória das 44 pessoas mortas nos últimos dias em Marikana, incluindo os 34 grevistas mortos pela polícia na mina de platina. “A nação está em choque e em luto”, indicou um comunicado da presidência, que anunciou o luto de segunda-feira, 20 de agosto, a domingo, 26 de agosto, em memória das “44 pessoas mortas nos incidentes de Marikana”. Antes do caso, ocorrido na quinta-feira, 10 pessoas foram mortas entre os dias 10 e 12 de agosto em confrontos em Marikana, incluindo dois policiais.

“O presidente também decretou que a quinta-feira, dia 23 de agosto, será o dia oficial para as cerimônias realizadas no país em sinal de luto e para promover uma sociedade sem violência”, declarou a presidência. As bandeiras serão hasteadas a meio mastro em todo o país por uma semana, bem como nas missões sul-africanas no exterior. “Nesta semana, devemos nos unir contra a violência, seja ela qual for. Devemos reafirmar nossa fé na paz, na estabilidade e na ordem, e na construção de uma sociedade livre do crime e da violência”, afirmou o presidente.

No mesmo comunicado, Zuma anunciou a nomeação de uma comissão interministerial para investigar o caso, que será presidida pelo ministro Collins Chabane.

(Com France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade