Clique e assine a partir de 8,90/mês

Presidente nomeia ministro como novo premiê do Paquistão

Makhdoom Shahabuddin substitui antigo chefe de governo, destituído na terça

Por Da Redação - 20 jun 2012, 19h12

O presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, designou o ministro da Indústria textil, Makhdoom Shahabuddin, para o cargo de primeiro-ministro, informou nesta quinta-feira a TV estatal. O chefe de governo anterior, Yusuf Raza Gilani, foi destituído na terça-feira pela Suprema Corte por desacato. Para os juízes, ele desobedeceu uma ordem judicial ao se negar a escrever uma carta às autoridades suíças pedindo a reabertura de um caso de corrupção contra Zardari.

A destituição de Gilani, chefe de governo desde a chegada de Zardari ao poder, em 2008, aumenta a instabilidade política de um governo que enfrenta uma violenta rebelião islamita, dirigida pelos talibãs aliados da Al Qaeda, e uma grave crise econômica.

Escândalo – O regime do general Pervez Musharraf aprovou em 2007 uma anistia que favoreceu centenas de políticos com processos em andamento – a maioria por corrupção – e facilitou a volta do exílio da ex-premiê Benazir Bhutto e seu marido, Zardari. A anistia, no entanto, foi anulada pelo Supremo em 2009. Em janeiro, a corte pediu a reabertura de uma das causas contra Zardari, o que poderia afetar a cúpula do governo, apesar de o presidente ter imunidade constitucional.

A decisão da Justiça contra Gillani ocorre em um momento em que o Executivo enfrenta uma forte pressão militar, e Gilani acusa o Exército de ensaiar um golpe de estado. No tribunal, há outro caso batizado como “memogate”, por um pedido de ajuda ao Pentágono feito pelo governo frente ao receio de um golpe do Exército paquistanês depois da morte de Osama bin Laden pelos Estados Unidos.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade