Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do Benin pede que Brasil interceda pelo desenvolvimento da África

Brasília, 23 mar (EFE).- O presidente do Benin, Thomas Yayi Boni, concluiu nesta sexta-feira uma visita de dois dias ao Brasil, afirmando que aproveitou a conversa com a presidente Dilma Rousseff para pedir que ela interceda pela África junto aos demais membros do Brics (Rússia, Índia, China e África do Sul).

‘Pedi que o Brasil assuma uma posição de liderança no Brics, para fazer tudo o que for possível pelo desenvolvimento da África’, afirmou Yayi durante entrevista coletiva.

Dilma viajará na próxima semana à Índia, onde participará da 4ª Cúpula do Brics, bloco dos maiores países emergentes. Alguns membros, principalmente, Brasil e China, realizam grandes investimentos no continente.

Yayi também defendeu a aceleração da assinatura de um acordo de cooperação para que a Petrobras possa explorar petróleo bruto em águas profundas ao longo da costa do Benin. A empresa já opera em alguns outros países do litoral oeste da África.

‘A Petrobras se comprometeu a iniciar esses estudos assim que o acordo for assinado para que, em breve, nosso país tenha petróleo’, disse o presidente.

Dilma e Yayi também discutiram um possível apoio brasileiro à construção de estradas e outras obras de infraestrutura no Benin; além de campanhas de combate a Aids no país.

Os dois países registraram no ano passado uma troca comercial de pouco mais de R$ 253 milhões, valor 225 % maior do que em 2006, ano em que iniciaram a relação bilateral.

O Brasil já assinou acordos de cooperação com o Benin para apoiar programas de tratamento de anemia falciforme, pelo fortalecimento de cursos de educação profissional, inclusão social por meio do futebol e gestão de patrimônio material e imaterial. EFE