Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente das Filipinas diz que matou criminosos pessoalmente

Duterte disse que "procurava problemas" nas ruas quando era prefeito de Davao e matava para dar exemplo a jovens oficiais

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, afirmou nesta quarta-feira que matou pessoalmente supostos criminosos quando era prefeito de Davao, cidade do sul do país, para dar exemplo a policiais. Polêmico como de costume, Duterte fez o comentário durante discurso para empresários, ao mencionar sua campanha para erradicar o narcotráfico no país.

Desde que o presidente tomou posse, em 30 de junho, milhares de pessoas morreram pelas mãos da polícia ou de milícias incitadas a assassinarem envolvidos com tráfico e consumo de drogas. Ao citar as mortes na guerra contra o narcotráfico, Duterte disse que havia liderado uma política similar quando era prefeito de Davao, que governou por duas décadas.

“Em Davao eu costumava fazer pessoalmente. Apenas para mostrar aos jovens [policiais] que, se eu podia fazer, por que vocês não poderiam?”, comentou o presidente, em discurso no palácio do governo. “Saía por Davao em uma motocicleta para patrulhar as ruas e também procurando problemas. Realmente estava procurando um confronto para poder matar”.

Conhecido por não medir palavras ao criticar líderes internacionais, com histórico de ofensas ao americano Barack Obama e à União Europeia (UE), o filipino também respondeu às críticas a suas políticas brutais. “Se pensam que vou parar porque tenho medo dos grupos de direitos humanos e caras como Obama, desculpe, eu não vou fazer isto”, disse.

Duterte venceu a eleição presidencial de maio graças à promessa de ampliar a todo o país a política de repressão implementada no município de Davao. O filipino disse que 100.000 criminosos seriam mortos e que os corpos serviriam de alimento para os peixes da baía de Manila. Em cinco meses de presidência, a polícia informou 2.086 mortes em operações de combate às drogas e outras 3.000 morreram em circunstâncias não esclarecidas, de acordo com o balanço oficial.

(Com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Éderson Rocha

    kkkkkkkk, esse cara é uma comedia!

    Curtir

  2. Se fosse brasileiro , com certeza um bosta !

    Curtir

  3. Dinofreddo Caldo

    Exagero da imprensa, como sempre…

    Curtir

  4. César Augusto

    Assim que se trata marginal, como a escória imunda e assassina que eles são.

    Curtir

  5. Antonio Mascarenhas

    ISSO É O EFEITO COLATERAL DAS POLÍTICAS ESQUERDISTAS QUE VALORIZA BANDIDOS.

    Curtir

  6. Antonio Geraldes

    ele e poderia passar uns dias no congresso nacional……

    Curtir

  7. Aloisio Barros

    Resumindo, matava sem julgamento. E depois tem “uns” aqui que ainda apoiam essa ditadorzinho de meia tigela. Esse cara vai ter o dele em breve.

    Curtir

  8. Aloisio Barros

    Engraçado que ele faz isso tudo para dar “exemplo” a seus policiais e o país continua atolado na miséria e com os índices de violência nas alturas. O tráfico de drogas é alarmante e se sabe que a polícia leva vantagens em cima disso. Por isso matam para eliminar a concorrência. E tem gente aqui que apoia. Viva a democracia.

    Curtir

  9. Micky Oliver

    ESSE É MEU PRESIDENTE!! AH O BRASIL COM ELE ESTARIA LIMPO!

    Curtir

  10. Ele é o cara, a esquerda espuma de ódio! Bandido bom é bandido morto que sirva de alimento para os peixes, afinal, bandido tem que prestar para alguma coisa!!

    Curtir