Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da Itália propõe formação de governo de transição

Dois meses depois das eleições, o Movimento Cinco Estrelas, a Liga e o Força Itália não conseguiram ainda compor um novo governo

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, propôs nesta segunda-feira (7) às forças políticas com maior número de votos na eleição de março que apoiem a formação de um governo “neutro” para assumir o país até o fim de 2018. Mattarella argumentou não haver esperanças para uma aliança política e que a nação italiana não pode esperar ainda mais para ter uma liderança.

Nas eleições de março, o Movimento Cinco Estrelas (M5S) recebeu a maior quantidade de votos, seguido pela Liga e pelo Força Itália, do ex-premiê Silvio Berlusconi. Mas não houve consenso entre os partidos italianos para a composição de um novo governo.

A ideia do mandatário é que os partidos deem apoio a esse governo de transição pelo menos até a aprovação do orçamento para o ano que vem. Mattarella alertou que a convocação de novas eleições antes de 2019 exporia a Itália a riscos indevidos.

O presidente da Itália não sugeriu quaisquer nomes para o governo “neutro”, mas ressaltou que seus eventuais líderes não poderiam se candidatar à eleição no ano que vem. “Espero que as diversas forças (políticas) tenham uma resposta positiva e assumam suas responsabilidades no interesse da Itália”, disse.

O líder da Liga, Matteo Salvini, insiste que o Mattarella dê um mandato à aliança de centro-direita para que ela tente construir uma maioria no Parlamento do país. Mas não aceita a proposta de aliança do M5S por rejeitar seu afastamento de Berlusconi. O líder do M5S, Luigi di Maio, recusa qualquer proposta para formar um governo “técnico” vinda de Mattarella.

(Com Associated Press)