Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Presidente da Colômbia diz sofrer de câncer na próstata

Juan Manuel Santos, que será operado na próxima quarta-feira, é o quarto mandatário a ser diagnosticado com a doença na região recentemente

Por Da Redação 1 out 2012, 21h51

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou nesta segunda-feira que será operado para retirar um tumor maligno na região da próstata, que foi localizado ‘muito a tempo’, e que seu caso tem probabilidade de cura de 97%. “Concordamos em realizar a cirurgia já nesta quarta-feira”, disse, em entrevista coletiva, destacando que se trata de “um pequeno tumor na próstata”.

O colombiano explicou que o tumor foi descoberto no mesmo dia em que ele falou na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na última semana, e acrescentou que sua situação não vai comprometer sua integridade física.

Saiba mais: Popularidade de Juan Manuel Santos cresce 20 pontos

“Tenho 61 (anos) e tenho feito todos os exames que me recomendam os médicos e, neste último ano, houve um crescimento anormal do antígeno prostático”, disse. O presidente ainda afirmou estar ‘tranquilo’ e enfatizou que o câncer de próstata, do qual seu irmão também teria padecido, tendo se recuperado, é mais comum que o imaginado.

Veja a declaração oficial de Santos:

O médico de Santos, Felipe Goméz, disse, por sua vez, “que a situação do presidente é excelente” e que o tumor não requer tratamentos adicionais de radioterapia ou quimioterapia.

América Latina – Nos últimos anos, diversos presidentes da região anunciaram estar com câncer, entre eles Cristina Kirchner, da Argentina, Fernando Lugo, do Paraguai, e Hugo Chávez, da Venezuela, que afirma estar curado da doença, apesar de fontes dizerem o contrário. A presidente Dilma Rousseff também anunciou um tumor maligno em 2010.

Continua após a publicidade
Publicidade