Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidência francesa desmente vínculos entre Sarkozy e campanha Balladur

A presidência francesa desmentiu nesta quinta-feira qualquer vínculo entre o presidente Nicolas Sarkozy e o financiamento da campanha presidencial de 1995 do então primeiro-ministro francês Edouard Balladur, de quem era ministro de Orçamento e porta-voz de campanha.

“O senhor Nicolas Sarkozy nunca exerceu a menor responsabilidade no financiamento desta campanha”, afirmou no Palácio do Eliseu, sede da presidência francesa, em um comunicado.

Ao se referir ao “caso Karachi”, uma investigação sobre um suposto circuito financeiro estabelecido para a venda de submarinos ao Paquistão em 1994, que resultou no retorno de dinheiro ilegal à França que teria servido para financiar a campanha de Balladur, afirmou que “o nome do chefe de Estado não aparece em nenhum elemento” do caso.

“Não foi citado por nenhuma testemunha ou participante neste caso. Portanto, é totalmente alheio, sobretudo porque então, sendo ministro de Orçamento, manifestou sua hostilidade a este contrato como aparece nas peças do procedimento”, afirmou o mesmo comunicado de quatro pontos.

“Todo o resto é calúnia e manipulação de politicagem”, afirmou a presidência francesa horas após duas pessoas próximas ao presidente Sarkozy, Nicolas Bazire – testemunha de seu casamento em 2008 – e Thierry Gaubert, serem processadas pela justiça por corrupção e financiamento ilegal.

A justiça francesa investiga esta suposta rede de corrupção como parte do atentado que no dia 8 de maio de 2002 causou em Karachi a morte de 15 pessoas, entre elas 11 franceses, que trabalhavam na construção dos submarinos em questão.