Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presença de palestinos trava negociação sobre armas

Países árabes solicitaram que a União Europeia não participe da discussão

O início das negociações na ONU sobre um tratado para regulamentar o comércio de armas foi travado por causa da possibilidade da participação palestina, indicaram nesta segunda-feira diplomatas. “Os egípcios, em nome do grupo árabe, bloquearam a conferência, insistindo para que os palestinos fizessem parte do encontro”, disse um diplomata árabe.

A requisição da entrada da Palestina nas discussões foi solicitada pelos árabes na semana passada. Israel ameaçou boicotar a conferência se os palestinos fossem autorizados a participar como Estado soberano.

O argumento egípcio era que, caso a Palestina ficasse de fora, a União Europeia também não tinha de ser autorizada a participar. Isso porque, segundo eles, tanto um como outra tês status de observadores na ONU, mas os europeus gozam de direitos ampliados.

Acordo – Os 193 países membros da ONU realizam até 27 de julho uma negociação para regulamentar, pela primeira vez, o comércio de armas convencionais, um mercado de 70 bilhões de dólares. Está previsto que o futuro tratado sobre o tema proíba a transferência de armamento que possa ser utilizado contra populações civis ou para alimentar conflitos.

(Com agência France-Presse)