Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prêmio de risco espanhol fecha em 511 pontos e bate pior recorde histórico

Madri, 28 mai (EFE).- O prêmio de risco espanhol fechou nesta segunda-feira em 511 pontos básicos, seu nível mais alto desde a adoção do euro.

Este alta é consequência do aumento da rentabilidade do bônus espanhol a dez anos – dos 6,32% da abertura de hoje para 6,47% – e à queda de seu equivalente alemão – considerado o mais seguro – de 1,40% do início das negociações a 1,364%.

Apesar começar de ter começado o dia em baixa, aos 493 pontos básicos, o prêmio de risco espanhol atingiu, duas horas depois, 509,9 pontos, valor que voltou a ser superado pouco antes do fechamento e chegou a bater a marca de 513 pontos básicos.

O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, afirmou nesta segunda que a alta do prêmio de risco não era consequência da situação do Bankia, o quarto maior grupo bancário espanhol, que foi recentemente nacionalizado e pediu ao Estado 19 bilhões de euros adicionais para completar seu saneamento financeiro.

Segundo Rajoy, a alta se deve às ‘grandes dúvidas’ que existem sobre a zona do euro e a possibilidade de a Grécia deixar de adotar a moeda única. O governante reconheceu que, com este máximo histórico, ‘é muito difícil financiar’ e encontrar liquidez para enfrentar a ‘monumental dívida externa’ acumulada nos últimos anos pela Espanha. O político afirmou, no entanto, que o país cada vez tem menos necessidade de financiamento exterior, e descartou a possibilidade de resgate dos bancos espanhóis. EFE