Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Premiê da Itália anuncia renúncia após perder em referendo

Matteo Renzi havia vinculado sua permanência no cargo ao resultado do referendo que votava reformas na Constituição do país

Por Da redação Atualizado em 5 dez 2016, 07h13 - Publicado em 4 dez 2016, 22h45

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, aceitou a derrota no referendo que votava reformas na Constituição do país e informou que vai renunciar ao cargo de primeiro-ministro. A possibilidade já era esperada no caso da vitória do “não” na consulta deste domingo. A carta de resignação será entregue nesta segunda-feira, disse ele.

“Os italianos claramente rejeitaram o referendo”, afirmou Renzi, que fez campanha pelo “sim”. “Assumo toda a responsabilidade pela derrota. Mas na política italiana ninguém perde nunca. Não ganham, mas ninguém perde. Eu perdi, e digo isto em voz alta“, disse.

O premier havia vinculado sua permanência no cargo ao resultado do referendo, que perdia por uma diferença de 10 pontos, de acordo com a última pesquisa de boca de urna.

Segundo a TV RAI, entre 56% e 60% dos italianos votaram “não”, contra entre 40% e 44% que optaram pelo “sim”. “Foi uma festa da democracia. Estou orgulhoso de os cidadãos terem se pronunciado sobre a reforma em si. Felicitações aos líderes do ‘não'”, disse Renzi.

Uma porcentagem alta dos 50 milhões de italianos, quase 70% dos convocados às urnas, pronunciou-se sobre a reforma promovida pelo premier.

  • (Com agência AFP e Estadão Conteúdo) 

    Continua após a publicidade
    Publicidade