Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Premiê do Haiti forma novo governo em meio à turbulência política

Anúncio de Ariel Henry acontece em meio à crescente violência, falta de combustível e crise econômica

Por Ernesto Neves Atualizado em 25 nov 2021, 11h59 - Publicado em 25 nov 2021, 11h06

O primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, anunciou nesta quinta-feira (25) seu novo gabinete, mais de quatro meses após assumir a liderança do país.

As nomeações dos ministros ocorrem em meio ao aumento da violência nas cidades haitianas.

O quadro político-social vem sendo agravado por uma onda de sequestros e de escassez de combustível.

O problema é fruto da ação de  gangues, que vêm bloqueando terminais de distribuição de gás.

Henry ocupa o cargo desde o assassinato do presidente Jovenel Moise, em julho.

Continua após a publicidade

“Vocês aceitaram essa missão em condições muito difíceis”, afirmou Henry durante a posse.

Ele nomeou nove ministros para ministérios-chave, incluindo Relações Exteriores, Economia, Justiça, Educação e Saúde.

Henry disse que seu governo está fazendo o melhor que pode para garantir a segurança pública com os recursos de que dispõe.

“Estamos fazendo o máximo com os fundos que temos para restaurar a autoridade do estado”, afirmou.

“Uma das principais responsabilidades deste governo é criar um ambiente seguro e estável”, concluiu.

O Haiti está lutando contra uma onda de sequestros relacionados a gangues, incluindo o de 17 missionários ligados a uma organização religiosa de Ohio, nos Estados Unidos. Dois deles foram libertados no último domingo (21).

Continua após a publicidade

Publicidade