Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Premiê canadense diz que estuda implementar opção de documento de identidade sem gênero definido

Justin Trudeau deu a declaração na Parada Gay e se tornou o primeiro premiê canadense em exercício a participar do evento

Por Da Redação 4 jul 2016, 18h01

O Canadá planeja oferecer a opção de gênero neutro nas carteiras de identidade a seus cidadãos, informou no domingo o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, durante participação na marcha do Dia do Orgulho Gay, em Toronto. Pela primeira vez na história, um primeiro-ministro canadense em exercício compareceu ao evento, considerado um dos maiores do mundo, que contou com a participação de mais de 1 milhão de pessoas.

Trudeau não deu detalhes da decisão que permitirá que canadenses possuam documento de identidade sem gênero definido, mas afirmou que o governo está explorando as melhores maneiras e estudando jurisdições que permitam o processo.

Na semana passada, a província canadense de Ontário informou que permitirá a opção de um terceiro gênero, indicado como X, em carteiras de motoristas.

Leia também:

Premiê canadense vira herói da Marvel

Continua após a publicidade

Canadá propõe lei que permitirá suicídio assistido

Antes de participar da passeata, que começou com um minuto de silêncio em memória das vítimas do massacre da boate gay Pulse, em Orlando, nos Estados Unidos, o premiê esteve em uma cerimônia religiosa organizada pelo reverendo Brent Hawkes, um dos mais conhecidos ativistas em favor dos direitos da comunidade LGBT do Canadá.

Ele participou do ofício junto com a primeira-ministra de Ontário, Kathleen Wynne, a primeira governante da principal província canadense a se declarar abertamente lésbica; o ministro das Finanças do Canadá, Bill Morneau, e o prefeito de Toronto, John Tory.

Logo no início da cerimônia, Trudeau, Kathleen, Morneau e Tory se levantaram de seus lugares para dançar “Born This Way”, de Lady Gaga, que tocava no evento.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade