Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Prefeito é linchado e queimado vivo na Guatemala

Basílio Leja, prefeito do município de Concepción, foi morto por ser suspeito de um atentado que deixou duas adolescentes mortas

Por Da Redação 12 out 2015, 08h16

O prefeito de uma cidade da Guatemala foi linchado e queimado vivo neste domingo por um grupo de moradores enfurecidos que o acusavam de ser o responsável por um ataque a tiros que deixou duas adolescentes mortas. Basílio Leja, prefeito do município de Concepción, no departamento guatemalteco de Sololá, estava em sua casa quando uma multidão de manifestantes enfurecidos cercou a residência. A casa teve suas portas arrombadas e o prefeito foi arrastado para a rua, onde apanhou muito e posteriormente foi queimado enquanto ainda estava vivo. Carros que estavam na rua também foram queimados.

Segundo os investigadores, o ataque aconteceu porque as pessoas acusavam o prefeito de ser o responsável por um ataque que aconteceu de manhã contra o ex-candidato ao governo local Lorenzo Sequec Juracán. O político foi baleado quando estava em uma caminhonete junto com sua família em uma estrada perto de Concepción. Aparentemente, um veículo bloqueou a estrada e os ocupantes, uma dezena de pessoas, atiraram contra eles, matando Lesbia Noraida Sequec, de 17 anos, e Hermelinda Bocel, de 16, filha e sobrinha de Sequec Juracán, respectivamente. No atentado ficaram feridas outras cinco pessoas, entre elas o político.

Leia também

Passa de 150 o número de mortos em deslizamento de terra na Guatemala

Ex-presidente da Guatemala já tem um culpado pelos seus erros: os EUA

Basílio Leja, membro do partido Liberdade Democrática Renovada (Lider), tinha sido reeleito para um terceiro mandato nas eleições do dia 6 de setembro. A Guatemala, considerado um dos cinco países mais violentos do mundo, contabilizou 18.000 mortes violentas durante o ano de 2014. O país registra diariamente uma média de quinze assassinatos, dos quais 80% são cometidos com armas de fogo, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU).

(Da redação)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)