Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prefeito de Veneza diz que não quer parada gay na cidade

O prefeito de Veneza, Luigi Brugnaro, disse que não haverá desfile do orgulho gay na cidade italiana enquanto estiver no cargo. Em entrevista ao jornal italiano La Repubblica, Brugnaro, empresário que foi eleito prefeito em junho com uma coalizão de centro-direita, afirmou que as paradas do orgulho gay são “ridículas, o ápice do cafona”.

Leia também:

Elton John critica retirada de livros sobre gays de escolas em Veneza

Morre adolescente esfaqueada por extremista judeu no desfile do Orgulho Gay em Jerusalém

“Nunca haverá uma parada do orgulho gay na minha cidade”, disse ele, segundo a edição desta quarta-feira do jornal. “Deixem que vão embora e façam isso em Milão, ou na frente de suas próprias casas”, acrescentou.

Na mesma entrevista, Brugnaro afirmou que não se trata de homofobia. “Tenho amigos gays”, disse.

Grupo de direitos humanos Arcigay, que organiza paradas gays em inúmeras cidades italianas a cada ano, denunciou a crítica de Brugnaro, acusando-o de manchar a reputação de Veneza como uma sociedade sofisticada e aberta.

“Veneza não é a cidade dele. No momento ele está governando, mas não vai durar muito tempo devido ao papel de idiota que está fazendo”, disse o presidente do Arcigay, Flavio Romani. “Ele está se tornando obsessivo sobre isso. Veneza não merece isso”.

Brugnaro provocou uma controvérsia logo após assumir o cargo ao proibir o uso de livros que caracterizam casais do mesmo sexo em escolas da cidade. Neste mês, o assunto provocou uma briga pública entre o prefeito e o cantor e compositor britânico Elton John sobre valores de família. Elton John, que tem dois filhos com seu parceiro David Furnish, usou sua página no Instagram para condenar a decisão, chamando Brugnaro de “grosseiramente intolerante”.

(Com Reuters)