Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Prédio em Miami é evacuado após apresentar danos estruturais

Edifício de oito andares próximo ao Champlain Towers corre risco de desabamento após oficiais atestarem falhas na estrutura

Por Da Redação 10 ago 2021, 14h31

Seis semanas após o desabamento do prédio que deixou 98 mortos em Surfside, na Flórida, autoridades municipais de Miami ordenaram que moradores desocupassem um outro condomínio depois da estrutura ser definida como “insegura”. Segundo a imprensa local, a ordem de saída foi dada na manhã desta terça-feira, 10.

O edifício de oito andares já havia chamado a atenção da mídia no começo de julho, quando foi atestado que a estrutura não era segura o suficiente. Já no dia 26 do mesmo mês, autoridades da cidade reuniram-se com os moradores, que demonstraram preocupação com as condições do prédio, de acordo com o Miami Herald.

No dia seguinte, uma inspeção realizada no local constatou que a garagem elevada deveria ser interditada por causa de problemas estruturais. Foi determinado ainda que as colunas de sustentação no primeiro andar estavam danificadas e precisavam de um “escoramento de emergência”.

Desse modo, o governo exigiu que a empresa responsável pela construção realizasse reparos imediatos, porém nenhuma licença para a realização dos procedimentos foi solicitada. Já em 5 de agosto, uma carta enviada por um engenheiro afirmava que o prédio estava seguro o suficiente e que os consertos já estavam sendo feitos.

No entanto, um inspetor da prefeitura de Miami alegou que não havia permissão para o trabalho, que precisou ser interrompido. Na última segunda, em reunião com a companhia, o Departamento de Construção confirmou que as colunas estavam “estruturalmente insuficientes”, exigindo a evacuação dos moradores.

O governo de Miami disse à imprensa local que está trabalhando em conjunto com os residentes para encontrar moradias temporárias. Desde o desabamento parcial do Champlain Towers, em 24 de junho, as autoridades locais se tornaram mais exigentes e já evacuaram uma série de edifícios na região do sul da Flórida.

Continua após a publicidade

Publicidade