Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Pré-candidatos republicanos atacam Mitt Romney, rival mais forte

Por Da Redação 8 jan 2012, 14h44

Washington, 8 jan (EFE).- Os pré-candidatos republicanos à candidatura presidencial aproveitaram neste domingo o segundo debate do final de semana para atacar o ex-governador Mitt Romney, o rival mais forte das primárias de New Hampshire na próxima terça-feira.

Depois do comedido debate realizado no sábado à noite, o ex-senador Rick Santorum e o ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich não hesitaram em abrir fogo contra Romney, a quem as enquetes apontam como favorito.

Ambos puseram em dúvida que Romney seja o candidato mais forte para derrotar o atual presidente, Barack Obama, nas eleições de novembro, durante o debate organizado neste domingo pela rede de televisão ‘NBC’ e pelo Facebook.

Romney reiterou que criou mais empregos em seu estado que Obama em toda a legislatura, e considerou importante substituir alguém que sempre foi político por outro tipo de líder, ressaltando sua experiência como empresário.

‘Se seu histórico foi tão bom como governador de Massachusetts, por que não tentou a reeleição?’, espetou Santorum, que ficou em segundo nos caucus (assembleias populares) de Iowa por apenas oito votos e quer consolidar seu posto.

Por sua parte, Gingrich, que durante semanas esteve entre os favoritos e foi perdendo força pela meteórica ascensão de Santorum, qualificou de ‘tímidas’ as propostas econômicas de Romney e o acusou de dizer ‘tolices’.

Já o ex-governador de Utah, Jon Huntsman, que não se apresentou em Iowa com a intenção de conseguir mais votos em New Hampshire, teve um papel discreto nos dois debates.

Continua após a publicidade

Seus adversários lhe reprovam por ter sido embaixador dos EUA na China sob a Presidência de Obama, ao que contestou que isso demonstra que é capaz de pôr os interesses de seu país acima de sua ideologia ‘da mesma forma que estão fazendo meus dois filhos que servem na Marinha dos EUA, sem perguntar a filiação política do presidente’.

Também apagado nos debates, o governador do Texas, Rick Perry, reiterou sua posição como um candidato não influenciado pelas políticas de Washington e brincou ao dizer que alguns burocratas sofreriam por seus planos para cortar o gasto público no departamento de Educação, Comércio e Energia.

O governador fez referência ao erro que cometeu em um debate anterior no qual não pôde lembrar o nome da terceira agência que propunha eliminar para economizar dinheiro aos cofres públicos.

Por sua vez, o congressista pelo Texas, Ron Paul propôs como solução para o corte de despesas o fim das guerras que os EUA mantêm no exterior.

‘Não podemos estar em 130 países, participar da construção nacional e ter 900 bases no estrangeiro’, disse o candidato de 76 anos que defende uma mudança na política externa.

Em matéria social, os candidatos conservadores voltaram a falar do casamento homossexual. Em referência a um comentário que Romney fez em 1994 – que seria a voz dos direitos dos gays no partido republicano -, o pré-candidato frisou que mantém sua palavra e que seu gabinete não discriminou ninguém por sua orientação sexual, embora não apoie o casamento homossexual.

Santorum, um dos mais conservadores neste aspecto, salientou que acredita no ‘respeito’ e na ‘dignidade’ de todas as pessoas, mas reiterou sua oposição ao casamento gay e às adoções. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)