Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Post no Facebook motiva ataques a templos budistas

Pelo menos 12 templos foram incendiados em Ramu, no leste do país, após a publicação na rede social de uma imagem do Corão queimado

Pelo menos 12 templos budistas foram incendiados por radicais islâmicos no sábado à noite em Ramu, no leste de Bangladesh, após a publicação no Facebook de uma foto de um exemplar do Corão, livro sagrado dos muçulmanos, parcialmente queimado. Os ataques foram confirmados neste domingo pela polícia.

Leia também:

Filme retrata Maomé como um aproveitador

Produtor de filme anti-Islã é preso na Califórnia

Os radicais islâmicos ligaram a publicação da foto a um garoto budista, cujo nome apareceu tagueado ao lado da imagem. No entanto, conforme a polícia, o garoto não é responsável pelo post – já apagado da rede social.

O ministro do Interior de Bangladesh, Mohiuddin Khan Alamgir, condenou os ataques e anunciou a abertura de uma investigação. “Encontramos líquido inflamável e munição. Foi algo premeditado”, denunciou o ministro em declarações à imprensa local. Alamgir lembrou que, apesar de ter maioria muçulmana, Bangladesh é um estado secular.

Protestos – Bangladesh é um dos países que recentemente foram palco de violentos protestos por causa do filme Inocência dos Muçulmanos. Na capital, Daca, centenas de manifestantes entraram em choque com policiais. As manifestações começaram depois que um trailer do filme, que satiriza o profeta Maomé, foi para no YouTube, a plataforma de vídeos do Google.

(Agência EFE)