Clique e assine com 88% de desconto

Porta-voz afirma que nível de proteção de Putin é suficiente

Por Da Redação - 27 fev 2012, 11h38

Moscou, 27 fev (EFE).- Dmitri Peskov, porta-voz de Vladimir Putin, garantiu nesta segunda-feira que o nível de proteção do primeiro-ministro russo é suficiente e não há necessidade de implementar novas medidas de segurança após os relatórios sobre um atentado frustrado contra o chefe do governo russo.

‘A segurança de Putin permanece em um alto nível e não são necessárias medidas adicionais’, disse Peskov, citado pela agência ‘Interfax’.

O ‘Canal Um’ da televisão russa informou hoje que os serviços secretos da Rússia e da Ucrânia prenderam no começo do ano dois homens que preparavam um atentado contra Putin, principal candidato à presidência russa nas eleições do próximo domingo.

Ambos confessaram sua intenção de atentar contra Putin depois das eleições presidenciais.

Publicidade

Os dois suspeitos, Ilyá Pianzin e Adam Osmáev, chegaram à Ucrânia da Arábia Saudita com o objetivo de preparar o ataque contra o primeiro-ministro russo após receber instruções de Doku Umárov, líder da guerrilha islamita chechena.

O grupo terrorista ‘Emirado Caucásico’, liderado por Umárov, foi incluído recentemente na lista de organizações vinculadas com a Al Qaeda elaborada pelo Conselho de Segurança da ONU.

Muitos analistas afirmam que as autoridades exageraram a informação sobre o atentado para aumentar a popularidade de Putin como candidato presidencial.

‘As ameaças contra políticos importantes são frequentes, portanto não é uma notícia impactante. Além disso, pelo visto, desta vez se trata de um atentado preparado por fanáticos’, disse à Agência Efe Aleksandr Shatilov, analista político russo. EFE

Publicidade