Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Por telefone, Trump e Putin coordenam ações na Síria

Kremlin informou que os Estados Unidos passam a ser seu "mais importante parceiro no combate ao terrorismo internacional"

Por da redação 28 jan 2017, 19h50

Donald Trump fez uso do famoso telefone presidencial americano na Casa Branca, em Washington, neste sábado, uma semana após assumir a presidência dos Estados Unidos. Enquanto o aeroporto de Nova York recebia protestos contra sua medida de imigração contra sete países muçulmanos, Trump telefonou para vários líderes mundiais, incluindo o presidente russo Vladimir Putin.

O Kremlin divulgou o teor da conversa e informou que Trump e Putin concordaram em impulsionar os laços entre as duas potências. Os presidentes concordaram em “estabelecer coordenação real de ações para combater o Estado Islâmico e outros grupos terroristas na Síria”, diz comunicado.

  • O governo russo afirmou que “ambos os lados mostraram disposição para trabalharem de forma ativa juntos para estabilizar e desenvolver a cooperação entre Rússia e Estados Unidos”. Trump e Putin discutiram uma série de temas, incluindo o conflito na Ucrânia, a situação do Oriente Médio, o programa nuclear do Irã e a península da Coreia.

    O Kremlin afirma que os dois líderes vão manter “contato pessoal regularmente” e começar preparações para um encontro presencial. Putin ainda afirmou que “vê os Estados Unidos como o mais importante parceiro no combate ao terrorismo internacional”, segundo o comunicado. Os dois líderes, acrescenta, concordaram em priorizar “esforços conjuntos em combater a principal ameaça: o terrorismo internacional”.

    O governo russo aplaudiu a promessa de Trump de reconstruir as relações entre Estados Unidos e Rússia. O relacionamento entre os dois países chegou ao seu pior nível desde o fim da Guerra Fria em meio à crise na Ucrânia, a guerra na Síria e alegações de interferência russa nas eleições norte-americanas.

    Continua após a publicidade

    Sean Spicer, secretário de imprensa da Casa Branca, exibiu imagens da conversa telefônica de Trump com Putin e com a presidente alemã Angela Merkel. O presidente americano ainda deve conversar com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, com o presidente francês, François Hollande; e com o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull.

    (com Estadão Conteúdo e Associated Press)

    Continua após a publicidade
    Publicidade