Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por erro, EUA bombardeiam alvo no Afeganistão e matam dezessete policiais

Forças afegãs estavam em confronto com militantes talibãs quando os ataques aéreos começaram; 14 agentes estão feridos

Erro em bombardeio dos Estados Unidos no Afeganistão matou dezessete policiais e deixou outros catorze feridos na noite de quarta-feira 15. Segundo fontes do governo regional, as mortes foram provocadas por um ataque da Força Aérea Americana a um posto de controle das forças afegãs, que estava naquele momento em conflito com talibãs.

O chefe do Conselho Provincial de Helmand, Attaullah Afghan, informou que o ataque aéreo americano deu-se por volta das 20 horas (12h30 de quinta-feira em Brasília) no distrito de Nahr-e-Saraj, na província de Helmand, uma das mais inseguras do Afeganistão. Atentados e ataques a alvos militares e institucionais são frequentes nessa região.

“As forças americanas atacaram por erro as forças de segurança (afegãs), matando dezessete policiais e ferindo outros catorze oficiais”, afirmou Afghan.

Até o momento, as autoridades americanas não deram sua versão oficial sobre as causas das mortes e o número total de baixas.

O porta-voz do governador de Helmand, Omar Zwak, confirmou os confrontos entre polícia e talibãs, assim como os ataques aéreos em apoio da polícia. “Ainda estamos investigando como os policiais morreram. Por enquanto, não podemos confirmar que 100% dos oficiais morreram no bombardeio”, disse.

Na noite de quinta-feira, o porta-voz do Ministério de Interior, Nasrat Rahimi, informou sobre o ataque em sua conta no Facebook, confirmando a versão de que o ataque aéreo fora realizado em apoio aos agentes do posto de controle.

(Com EFE)