Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Policiais e bombeiros do Rio de Janeiro decidem suspender greve

Por Da Redação 14 fev 2012, 01h24

Rio de Janeiro, 13 fev (EFE).- Os policiais militares e os bombeiros do Rio de Janeiro que permaneciam em greve decidiram nesta segunda-feira suspender a paralisação, informaram fontes sindicais.

A decisão, segundo indicou a ‘Agência Brasil’, foi tomada durante uma assembleia que se prolongou até quase a meia-noite e na qual bombeiros e agentes da Polícia Civil se comprometeram a ‘lutar’ pela liberdade dos líderes da greve que foram presos nos últimos dias.

Depois do carnaval, segundo anunciou o presidente do Sindicato dos Funcionários Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sinpol), Fernando Bandeira, cada instituição (Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros) realizará assembleias separadamente para determinar as ações a seguir.

O anúncio de greve aconteceu a uma semana do início do carnaval e um dia antes de a Polícia da Bahia ter encerrado uma paralisação de 12 dias durante a qual foram registrados 180 homicídios, o dobro do normal para o período.

A paralisação no Rio de Janeiro, também para reivindicar um aumento salarial, foi rapidamente desarticulada com a detenção dos líderes do protesto e a baixa adesão.

No sábado, os líderes da Polícia Civil anunciaram sua decisão de suspender a greve até quarta-feira, com o que deixaram sozinhos os policiais militares e os bombeiros. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade