Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende suspeito de roubar ambulância e atropelar pedestres em Oslo

Ato pode ter sido de terrorismo; cinco pessoas estão hospitalizadas, entre elas dois bebês gêmeos e um casal idoso

A polícia da Noruega prendeu nesta terça-feira, 22, em Oslo, um homem armado de 32 anos que havia roubado uma ambulância e atropelado várias pessoas na calçada. Cinco pessoas foram hospitalizadas por causa dos ferimentos: dois bebês gêmeos de sete meses, a mãe das crianças e um casal de idosos, reportou o jornal britânico The Independent.

Segundo a emissora norueguesa NRK, o homem está envolvido com a organização neo-nazista Movimento da Resistência Nórdica. Mas a polícia de Oslo ainda não qualificou o atropelamento como ato de terror. “Ainda não temos informações de que o incidente esteja relacionado ao terrorismo”, tuitou a polícia.

“O que é especialmente grave e lamentável é que o motorista conduziu de forma deliberada o carro pela calçada para atropelar as vítimas ao acaso”, disse Johan Frederiksen, vice-inspetor-chefe da polícia de Oslo.

Às 12h30 (7h30, em Brasília), as autoridades norueguesas tinham recebido o aviso de um acidente no bairro de Rosenhoff, região norte da capital, no qual um carro tinha capotado e um homem tinha escapado do local com uma arma. Ele a apontou a várias pessoas durante a fuga. Em seguida, roubou a ambulância do Hospital Universitário de Oslo, após expulsar os três ocupantes – dentre os quais, nenhum foi ferido – supostamente com uma espingarda.

“Alguns minutos mais tarde, uma das nossas outras ambulâncias foi capaz de parar o veículo roubado ao colidir com ele”, disse um porta-voz do hospital. O suspeito em fuga foi detido pelos agentes de segurança às 12h44. “Tiros foram disparados contra o autor dos atropelamentos. Ele não está em estado grave”, publicou a polícia de Oslo em sua conta oficial no Twitter.

“Ainda não sabemos qual foi o motivo do roubo. Também não interrogamos o homem”, contou Grete Lien Metlid, chefe de Inteligência e Investigação de Oslo. Metlid revelou que foram encontradas uma espingarda desmontada, uma pistola automática e uma grande quantidade de droga no veículo.

Além do homem, acusado de tentativa de homicídio, uma norueguesa de 25 anos também foi detida sob acusação de porte ilegal de arma. A mulher teria sido avistada dentro da ambulância ao lado do suspeito de atropelar as pessoas na calçada, afirmou a revista Forbes. Ambos eram anteriormente conhecidos pelas autoridades.

(Com EFE)