Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende 13 suspeitos do atentado em Istambul

Os detidos são acusados de oferecerem apoio ao grupo extremista Estado Islâmico (EI)

A polícia da Turquia prendeu nesta quinta-feira 13 pessoas, entre elas três estrangeiros, suspeitos de terem participado do atentado do aeroporto internacional de Istambul, onde 42 pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas. O jornal turco Hürriyet informou que o três terroristas que realizaram o atentado suicida eram provenientes do Uzbequistão, do Quirguistão e da república russa do Daguestão.

Segundo informações da agência Anadolu, os agentes de segurança vasculharam 16 residências de forma simultânea durante o dia de ontem. Os detidos são acusados de financiar, recrutar e oferecer suporte logístico ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), apontado pelo primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, como provável responsável pelo atentado.

Leia mais:

EI é principal suspeito de atentado em Istambul; número de mortos sobe para 41

Vídeo mostra momento da explosão no aeroporto de Istambul

Turismo da Turquia sente abalo provocado por ataques terroristas no país

Três homens-bomba se explodiram na última terça-feira na entrada do terminal de voos internacionais do aeroporto Ataturk, após realizarem disparos de forma indiscriminada com fuzis. Até o momento, nenhum grupo terrorista reivindicou o ato.

O presidente Tayyip Erdogan disse que o ataque deve servir como um ponto de virada na luta global contra o terrorismo, que, segundo ele, “não respeita fé ou valores”. O aeroporto onde a tragédia ocorreu é o terceiro mais movimentado do mundo, atrás apenas do Heathrow, de Londres, e do Charles de Gaulle, em Paris.

(Com EFE)