Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia italiana prende novo chefe da máfia siciliana

Além de Settimio Mineo, de 80 anos, outros 45 suspeitos foram detidos em operação das autoridades locais

A polícia da Itália anunciou nesta terça-feira, 4, a prisão do novo chefe da Cosa Nostra, a máfia siciliana, e de pelo menos 45 suspeitos de envolvimento com o grupo durante uma operação no sul do país.

“É um dos golpes mais duros infligidos pelo Estado à máfia”, afirmou Luigi Di Maio, vice-primeiro-ministro e líder do Movimento 5 Estrelas.

Segundo a imprensa italiana, o novo líder do grupo é Settimio Mineo, de 80 anos. Ele é dono de uma joalheria no centro da cidade de Palermo e foi nomeado chefe da máfia em maio, após a morte de Salvatore Riina.

Toto Riina, como foi apelidado, ficou conhecido como o histórico chefão da máfia italiana. Ele faleceu no ano passado na prisão, depois de passar 24 anos encarcerado.

As outras pessoas detidas são acusadas de associação com criminosos de tipo mafioso, extorsão, posse de armas e por provocar incêndios, entre outras suspeitas.

As detenções foram realizadas pela operação denominada Cupola 2.0, que investiga a formação da nova organização da Cosa Nostra em Palermo desde a morte de Toto Riina, informou nesta terça-feira a polícia em comunicado.

A Cosa Nostra foi formada na primeira metade do século XIX, mas nas últimas duas décadas foi enfraquecida pela prisão de seus líderes e desmantelamento de seus esquemas criminosos.

Segundo a imprensa italiana, o grupo não se reunia há anos, mas marcou um encontro em maio deste ano para eleger seu novo chefe.

A reunião que escolheu Settimio Mineo como líder chamou a atenção da polícia, que enxergou o reencontro como um sinal de que a máfia pretendia se reerguer.

(Com EFE e AFP)