Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia francesa prende suspeito por explosão em Lyon

Bomba deixada no centro histórico da cidade deixou treze feridos; autoridades investigam o caso como um possível atentado

A polícia da França prendeu nesta segunda-feira, 27, o principal suspeito de provocar uma explosão no centro da cidade de Lyon na semana passada. O ataque deixou treze pessoas feridas.

“Um suspeito acaba de ser detido”, escreveu o ministro do Interior, Christophe Castaner, no Twitter. A polícia procurava um homem que foi filmado perto do local da explosão. Ele usava uma máscara e uma mochila, e carregava uma bicicleta.

A Procuradoria francesa não divulgou a identidade do suspeito, mas confirmou que ele tem 24 anos. Além do homem, outras duas pessoas foram presas.

Durante as buscas, a polícia postou no Twitter algumas imagens do principal suspeito. Nas fotos obtidas por meio de câmeras de segurança, é possível ver o jovem usando a máscara e um boné preto.

A explosão atingiu o centro histórico de Lyon no fim da tarde de sexta-feira 24. Um artefato explosivo, com pregos e parafusos dentro, foi colocado diante de uma padaria na esquina de duas ruas muito movimentadas.

Treze pessoas – oito mulheres, uma menina de 10 anos e quatro homens – ficaram feridas e onze tiveram que ser internadas. As autoridades francesas investigam o caso como um possível atentado.

A área especializada em terrorismo da Procuradoria de Lyon foi designada para investigar o caso.

A França viveu uma onda de ataques jihadistas sem precedentes desde 2015, que já provocou um total de 251 mortes. O último fez cinco mortos e 10 feridos em 11 de dezembro de 2018 em Estrasburgo.

Desde então, o nível de alerta de segurança tem sido mantido em “Segurança Reforçada – Risco de atentado” em todo o território, um sinal de uma persistente ameaça terrorista aos olhos das autoridades.

(Com AFP)