Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Polícia encontra dezoito corpos decapitados no México

Autoridades suspeitam que assassinatos estão ligadas à guerra entre cartéis

Por Da Redação 10 Maio 2012, 06h43

Dezoito corpos decapitados e desmembrados foram encontrados na quarta-feira pela polícia mexicana em dois automóveis parados em uma estrada próxima a Guadalajara, segunda maior cidade do país. Todas as vítimas são homens.

“Nos automóveis havia dezoito cabeças, entre outras partes humanas que estão sendo analisadas pelos peritos”, disse um funcionário do governo de Jalisco. Em um dos automóveis foram encontradas “sete cabeças humanas, além de pernas, braços e outras partes de corpos”; no outro “havia onze cabeças, troncos e membros”, revelou a autoridade.

O procurador do estado, Tomás Coronado, indicou que aparentemente a matança ocorreu como uma vingança por assassinatos praticados na sexta-feira passada no estado de Tamaulipas, no nordeste do país. Na última sexta-feira, 23 corpos foram encontrados na cidade de Nuevo Laredo, em Tamaulipas, na fronteira com os Estados Unidos. Nove supostos membros do cartel de drogas Los Zetas foram pendurados em uma ponte; e os outros 14, decapitados.

Leia mais: Jornalistas são torturados e assassinados no México

Uma mulher ligada aos Zetas foi presa pelas autoridades na terça-feira e confessou que as mortes registradas em Guadalajara são uma vingança “pelo que ocorreu em Tamaulipas”. A suspeita foi detida depois que outras doze pessoas, que também iam ser assassinadas, foram liberadas na terça de uma casa onde estavam em poder de sequestradores em um município próximo a Guadalajara.

Guerra contra o narcotráfico – A violência ligada ao tráfico de drogas já causou mais de 50.000 mortes do México desde dezembro de 2006, data da chegada ao poder do presidente Felipe Calderon, que deu início a uma ofensiva militar contra os traficantes. Entre os mortos, foram contabilizados vítimas de confrontos entre cartéis e em operações militares.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade