Clique e assine a partir de 9,90/mês

Polícia dos EUA descarta terrorismo em tiroteio na Flórida

O tiroteio provavelmente está relacionado com uma disputa de gangues locais

Por Da redação - Atualizado em 25 Jul 2016, 14h26 - Publicado em 25 Jul 2016, 14h17

A polícia dos Estados Unidos negou que os disparos que mataram duas pessoas na madrugada desta segunda-feira na boate Club Blu, em Fort Myers, na Florida, sejam parte de um ato terrorista. O tiroteio, provavelmente relacionado com uma disputa de gangues locais, ocorreu por volta das 00h30 locais. Duas pessoas morreram, sendo uma de 12 anos de idade.

Outras 17 estão feridas e quatro delas apresentam graves condições. Os disparos ocorreram durante a Swimsuit Glow Party, uma festa para adolescentes com roupas de banho e acessórios fluorescentes. Três pessoas foram presas pela polícia por terem relação com o tiroteio.

Leia também
Tiroteio em boate na Flórida deixa 2 mortos e 17 feridos

O caso ocorreu 43 dias após um terrorista abrir fogo na boate gay Pulse, em Orlando, também na Flórida, matando 49 pessoas.

(Com ANSA)

Publicidade