Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia divulga vídeo da morte de negro que provocou protestos em Chicago

Vídeo mostra confronto entre policiais e o cabeleireiro Harith Augustus, de 37 anos, que parece estar armado nas imagens

A morte de um homem negro pela polícia de Chicago voltou a deixar a cidade em polvorosa. No último sábado, 150 manifestantes que gritavam “assassinos” foram tratados com golpes de cassetetes pelas autoridades. A poucos metros do local do crime, em South Shore, o público enfrentou a repressão com pedras, garrafas d’água e urina, além de saltar sobre as viaturas. A faísca para o protesto foi a morte de Harith Augustus, de 37 anos. Segundo a polícia, ele estaria armado e acabou sendo baleado. Para provar, neste domingo o Departamento de Polícia de Chicago, divulgou o vídeo da morte de um aparentemente armado Augustus. As imagens, gravadas pela câmera pregada ao uniforme do agente responsável pelos disparos, foram divulgadas por ordem de Eddie Johnson, superintendente do Departamento de Polícia. Johnson informou que o vídeo foi mostrado primeiro para família da vítima, com o objetivo de tentar apaziguar as tensões.

O vídeo mostra a vítima, identificada hoje como Harith Agustus, de 37 anos, quando ele é interceptado por vários agentes que tentam revistá-lo. Na cintura do homem, a imagem mostra um objeto que se parece com uma pistola e um carregador. Augustus, que trabalhava como cabeleireiro em South Shore, um bairro de maioria negra, se afasta dos policiais e depois parece tentar pegar a arma, sendo atingido por vários tiros.

O superintendente do Departamento de Política de Chicago classificou o episódio como “trágico” e disse esperar que os moradores da região do incidente colaborem com os agentes. O órgão é alvo de uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos após denúncias de uso excessivo de força letal. “Foi uma situação difícil para todos os envolvidos”, disse Anthony Guglielmi, porta-voz da polícia de Chicago, que diz em seguida ter recolhido no local um revólver e duas munições de Augustus.

Pouco depois da notícia da morte de Augustus, os moradores de South Shore se reuniram em um estacionamento perto de um edifício da polícia no bairro e começaram a jogar pedras e garrafas contra o prédio. Quatro pessoas foram presas e vários agentes ficaram feridos quando os agentes reprimiram o protesto. Além disso, duas viaturas foram danificadas pelos manifestantes.

O vídeo divulgado tem apenas 45 segundos e não há som. Outras gravações do incidente permanecem em sigilo e estão sendo investigadas pelo Escritório de Responsabilidade Policial, responsável por investigar os incidentes envolvendo agentes.