Clique e assine a partir de 8,90/mês

Polícia detém jornalista do ‘The Sun’ sob suspeita de pagar propina

As investigações sobre o caso prosseguem um dia depois de James Murdoch deixar presidência da News International

Por Da Redação - 1 mar 2012, 18h44

Nesta quinta-feira, detetives britânicos que investigam as acusações de que jornalistas teriam subornado autoridades públicas em troca de informações prenderam mais uma repórter do jornal ‘The Sun’, de Rupert Murdoch.

Entenda o caso

  1. • O tabloide News of the World recorria a detetives e escutas telefônicas em busca de notícias exclusivas – entre as vítimas estão celebridades, políticos, membros da família real e até parentes de soldados mortos.
  2. • Policiais da Scotland Yard também teriam sido subornados para fornecer informações em primeira mão aos jornalistas.
  3. • O escândalo forçou o fechamento do jornal sensacionalista, que circulou por 168 anos e era um dos veículos do grupo News Corp., do magnata Rupert Murdoch.
  4. • Agora, a polícia investiga uso de grampos ilegais em outros jornais britânicos.

Leia mais no Tema ‘Grampos na Grã-Bretanha’

A editora de defesa Virginia Wheeler, de 32 anos, é a décima primeira jornalista da publicação mais vendida do Reino Unido a ser presa nas últimas semanas, acusada de ter feito pagamentos ilegais a policiais e outras autoridades públicas.

A detenção foi feita sob a Lei de Prevenção da Corrupção 1906 e, sob suspeita de cumplicidade, má conduta em um cargo público e conspiração em relação a ambos os delitos. Esse revés para o News International, o braço britânico da News Corporation, ocorre um dia depois de o filho de Murdoch, James, deixar a presidência executiva do grupo.

Em um comunicado, a Polícia Metropolitana disse que “a operação é resultado de informações fornecidas à polícia pela comissão News Corporation de padrões de gestão”.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade