Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia de Bruxelas prende 2 em operações ligadas a ataques em Paris, diz procurador

Autoridades ainda tentam estabelecer conexão dos detidos com os ataques de 13 de novembro

A polícia belga realizou, na noite de domingo, uma operação de busca em Bruxelas, ligada aos ataques terroristas que deixaram 130 mortos em Paris. Segundo procuradores federais, duas pessoas foram detidas para interrogatório.

A operação teve como alvo um prédio no moderno bairro de Dansaert, no centro de Bruxelas, onde alguns dos responsáveis pelos ataques em Paris, incluindo o suposto líder do grupo, Abdelhamid Abaaoud, viveram. Os moradores da rua investigada tiveram de deixar suas casas durante a operação.

Leia mais:

Áustria prende dois suspeitos de envolvimento nos atentados de Paris

Mentor conduziu ataque ao Bataclan por telefone

Alemanha participa pela primeira vez de ataque contra EI na Síria

As duas pessoas detidas vão se apresentar a um juiz nesta segunda-feira, que irá determinar se eles serão mantidos por mais tempo. O promotor federal Eric Van der Sypt recusou-se a dar detalhes sobre a investigação e sobre os detidos, mas afirmou que as autoridades ainda estão tentando estabelecer qual conexão essas pessoas podem ter com os ataques em Paris.

Após os ataques de 13 de novembro, o foco da investigação se voltou à Bélgica, onde diversos suspeitos de ajudar aos militantes foram presos. O belga Salah Abdeslam, que é suspeito de envolvimento direto nos ataques de Paris, ainda está foragido.

(Da redação)