Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Polícia de Berlim afirma que ataque com carro foi ‘intencional’

Homem de 29 anos com 'grave deficiência mental' avançou carro contra multidão, deixando um morto

Por Da Redação 9 jun 2022, 10h13

O chanceler alemão, Olaf Scholz, condenou nesta quinta-feira, 9, um ataque em uma movimentada rua de Berlim, que deixou uma pessoa morta e 31 feridos na véspera.

Scholz disse que o ataque, realizado por um homem de 29 anos, foi “cruel” e o deixou “profundamente entristecido”.

A prefeita de Berlim, Franziska Giffey, afirmou que a quarta-feira 8 foi “um dia sombrio na história de Berlim”, acrescentando que o responsável, que permanece sob custódia policial, tem “grave deficiência mental”.

Em um breve comunicado divulgado nesta quinta-feira, a polícia disse acreditar que o ataque foi “um ato intencional” do “supostamente doente mental de 29 anos”. O carro que ele estava usando era de sua irmã.

O suspeito foi identificado como um homem armênio-alemão que mora na cidade, segundo a mídia local. Ele está cooperando com os investigadores, mas Giffey advertiu que ele fez uma série de “declarações confusas”.

A irmã do suspeito disse ao tablóide alemão Bild que ele sofre de “sérios problemas” e a principal autoridade de segurança de Berlim, a ministra do Interior, Iris Spranger, disse que as “evidências sugerem que este é um caso de um doente mental enlouquecido”.

Spranger disse que cartazes foram encontrados no carro usado durante o ataque “no qual ele expressou opiniões sobre a Turquia”, mas ela refutou uma reportagem anterior do Bild de que uma carta de confissão havia sido encontrada no carro. Ela disse que as razões por trás do acidente serão investigadas pelas autoridades.

Continua após a publicidade

Quase todos os feridos eram estudantes que estavam em uma viagem escolar para comemorar o fim do semestre. Eles viajaram da pequena cidade de Bad Arolsen, na região norte de Hesse, na Alemanha.

A mulher que morreu foi identificada como sua professora. Outro professor permanece em estado crítico.

Testemunhas disseram ter visto um Renault Clio prateado desviando de uma multidão de pessoas na calçada perto da movimentada avenida comercial Kurfürstendamm, antes de voltar para a estrada e quebrar uma vitrine.

Uma testemunha disse que o motorista abandonou o carro e começou a fugir, mas transeuntes conseguiram detê-lo.

O incidente aconteceu em frente à Breitscheidplatz, onde 12 pessoas foram mortas em um ataque terrorista em 2016, quando um caminhão avançou contra uma multidão de pessoas em um mercado de Natal.

Na quarta-feira, a prefeita disse que era muito cedo para saber se a área havia sido escolhida deliberadamente, mas disse: “É uma situação em que você pensa, pelo amor de Deus, de novo não!”

Após o ataque ao mercado de Natal em 2016, barreiras de concreto foram erguidas perto do local para evitar futuros ataques, mas Giffey admitiu que é impossível fornecer tais proteções para “toda a cidade”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)