Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Polícia americana prende brasileira que participou do ataque ao Capitólio

Imagens e mensagens de celular comprovam que Letícia Vilhena Ferreira, de 32 anos, pró-Trump, atuou no motim que questionava a eleição de Joe Biden

Por Sofia Cerqueira Atualizado em 21 fev 2022, 09h34 - Publicado em 19 fev 2022, 16h51

Pouco mais de um ano após a invasão do Capitólio, principal símbolo do poder político dos Estados Unidos, na capital Washington, uma brasileira foi presa na última quarta-feira, 16, acusada de ter participado do motim. Letícia Vilhena Ferreira, de 32 anos, que mora na cidade de Indian Head Park, no estado de Illinois, foi flagrada por câmeras dentro da sede do Legislativo americano quando o prédio foi tomado por apoiadores do ex-presidente Donald Trump, em 6 de janeiro de 2021. Os invasores contestavam a vitória de Joe Biden alegando fraude nas votações – o que foi desmentido pelas principais autoridades daquele país.

Na mira das autoridades dos Estados Unidos desde o ano passado, Letícia, além de ter sido flagrada junto com manifestantes enfurecidos pró-Trump dentro do Capitólio, deixou outros rastros que comprovaram a sua participação no ataque. Os investigadores constaram, em mensagens trocadas pela brasileira em seu celular, que no dia seguinte à invasão ela tratava do assunto abertamente e afirmara que foi “irresponsável” ao se envolver daquela forma.

Em um trecho, a brasileira pergunta ao interlocutor “Você acha que eles vão atrás de todos que estiveram no Capitólio?”. A resposta do amigo, foi enfática: “Sim, eles vão atrás de todas aquelas pessoas”. Em seguida, ela se mostra temerosa com o que possa acontecer. “Eu fui tão irresponsável de andar até lá. Eu estava com uma família legal. Um senhor e dois filhos. Caminhada pacífica”, completa Letícia.

Agora em poder das autoridades americanas, a brasileira é acusada de entrar ou permanecer conscientemente em qualquer prédio ou terreno restrito sem autorização legal; e entrada violenta e conduta desordeira nos terrenos do Capitólio. Imagens anexadas ao processo mostram Letícia no interior do prédio misturada à multidão, vestindo uma jaqueta camuflada e um gorro vermelho com o nome do então presidente Trump. Num dos vídeos, a brasileira ainda aparece na cripta da sede do Legislativo americano, local onde os manifestantes pararam e gritaram palavras de ordem como “nossa casa” e “pare o roubo”.

Durante a invasão, apoiodores deTrump, alguns com barras de ferro, ameaçaram congressistas e atacaram fisicamente policiais que tentavam impedir o motim. De acordo com a denúncia, Letícia aparentemente não teve participação em nenhuma dessas agressões.

Pelo menos dois manifestantes e três policiais morreram nos dias seguintes ao ataque ao Capitólio. Outros 140 policiais ficaram feridos. O Departamento de Justiça dos Estados Unidos já prendeu e indiciou mais de 725 pessoas em quase todos os 50 estados do país, mas muitos já foram soltos ou cumpriram penas reduzidas. Há ainda, no entanto, outros que continuam presos aguardando julgamento.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)