Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Polêmico príncipe é reconhecido como membro da Casa Real romena

Por Da Redação 14 fev 2012, 14h14

Bucareste, 14 fev (EFE).- A Suprema Corte da Romênia reconheceu nesta terça-feira o polêmico príncipe Paul Lambrino como membro da Casa Real romena.

A decisão é irrevogável e põe fim a um processo de mais de 21 anos de disputas nos tribunais entre o agora confirmado como príncipe Paul e seu tio de sangue, o rei deposto Miguel I da Romênia.

Nascido em Paris em 1948 de uma relação do filho ilegítimo do rei Carlos II da Romênia, Carlos Lambrino, o polêmico Paul tem presença frequente na imprensa sensacionalista romena e lutava há anos para ser reconhecido como neto do pai de Miguel I.

O processo encerrado nesta quarta começou em 1991, quando Paul Lambrino solicitou a um tribunal romeno o reconhecimento de uma sentença ditada em 1955 por uma corte de Lisboa que admitia seu pai como filho legítimo de Carlos II.

A Casa Real romena havia rejeitado até o momento as reivindicações de Paul Lambrino sobre seus direitos dinásticos. Nos últimos anos, ele requereu repetidamente seus direitos sobre as propriedades da família real no país balcânico.

Rejeitado nos círculos oficiais de Bucareste, o príncipe Paul é, no entanto, amigo do presidente do país, Traian Basescu, que meses atrás atacou publicamente Miguel I por seu papel na Segunda Guerra Mundial.

A família real romena foi afastada do trono em 1947, quando o governo comunista da Romênia forçou a abdicação do rei. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade