Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

PIB da zona do euro sofre o maior recuo da história

Por Da Redação
15 Maio 2009, 09h50

A economia da zona do euro registrou sua maior contração desde que os números começaram a ser registrados, em 1995. No primeiro trimestre de 2009, o Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países europeus que compartilham o euro teve queda de 2,5%, na comparação com o último trimestre do ano passado, e de 4,6% em relação aos três primeiros meses de 2008. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelas autoridades da União Europeia.

Economistas esperavam retração de 2,2% em relação ao quarto trimestre e de 4,1% na comparação com o ano anterior. Um dos destaques negativos foi a Alemanha, país mais rico do continente. O PIB alemão teve contração de 3,8% no primeiro trimestre de 2009, em termos reais, em comparação ao quarto trimestre do ano passado, a maior desaceleração da atividade econômica alemã desde que os registros começaram a ser colhidos, em 1970.

A queda superou a previsão dos economistas, de contração de 3,2%. A contração do PIB alemão no primeiro trimestre deste ano foi a quarta trimestral consecutiva, reforçando as projeções de que a maior economia da zona do euro irá registrar contração de até 6% este ano. Em relação ao primeiro trimestre do ano passado, o PIB alemão teve contração de 6,9%, ajustado ao número de dias trabalhados em cada ano.

Na França, a economia francesa contraiu 1,2% no período entre janeiro e março deste ano em relação aos últimos três meses do ano passado, refletindo forte desaceleração dos investimentos e das exportações, segundo dados preliminares do Insee. Em comparação ao primeiro trimestre de 2008, o PIB francês caiu 3,2% no primeiro trimestre de 2009. A contração trimestral francesa ficou em linha à previsão dos economistas.

(Com Agência Estado)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.